Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anos 90etal

Ideias, visões, pensamentos, vivências de alguém nascido nos 90's

Anos 90etal

Ideias, visões, pensamentos, vivências de alguém nascido nos 90's

30.03.18

O Gordo Vai à Baliza

Matias

Que tempos esses!

 

O mais difícil era atar os cordões das sapatilhas que não duravam mais de um mês até a sola ficar aberta na ponta. Na altura havia bastantes chutos de bico ou como se diz... de biqueiro. O resto era só correr e esfolar os joelhos. Muitos remendos aos bonequinhos tinha nas calças... era isso ou o verde da relva ou o castanho da terra ou ambos os três e não necessariamente pela mesma ordem.

 

Quem levava a bola de casa era o rei do recreio. Mas não podia ser uma bola qualquer. Não! Tinha de ser de capão e tinha de ser oficial. De quê é que não se sabe, mas se tinha uma marca com certeza que era oficial. Sendo o dono da bola, eras ao mesmo tempo árbitro, treinador e jogador. 

 

Fazia-se "pinpanpum" para escolher o campo e "pinponeta" para escolher a equipa e se o guarda-redes fosse menina, só existia uma regra - Não vale chutos de força.

Levavas amarelo porque não passavas a bola e se houvesse golo da tua equipa e os adversários fizessem barulho por não aceitar, o "rei do recreio" só dizia:

 

- Ou é golo ou é falta!

 

Mas que dilema. Parecido a esse só o do jogo Caça-Beijinhos... ora fugias do embaraço de seres beijado por uma rapariga ora deixavas-te apanhar! Ainda assim, só tinha-mos uma certeza e com a qual todos concordavam... o gordo vai à baliza.

 

28.03.18

Titanicmente Falando

Matias

"Near, far, wherever you are..."

 

Muito provavelmente a frase a cima suou-vos familiar e se calhar o vosso primeiro beijo saiu de um momento lamechas em torno dela mesma.

 

Titanic! Essa poderosa marca de bancas para a cozinha... oh... esperem... Não é essa!

 

Titanic! Um filme que marcou uma geração e uma história de amor que passa de pais para filhos, que ainda à pouco tempo estreou, mas que sem darmos por ela já foi há 20 anos atrás. Dasss... 20 anos!

 

Uma história de amor, que não escolheu posição social e que colocou uma jovem menina perdida de amores por um pobre e corajoso artista. Tudo isto, compilado numa viagem de cruzeiro que acabaria literalmente no fundo do mar. Afinal, não é só na Casa dos Segredos que se apaixonam em "dois dias". Naquele tempo, Leonardo DiCaprio no papel de Jack Dawson, era o menino dos olhos de todas as raparigas e o eterno possível vencedor de Oscars. Por outro lado, os rapazes só queriam saber da parte em que Rose Bukater, interpretada por Kate Winslet, tirava a roupa para que Jack a pudesse retratar. No fim de contas, o público feminino assistia o filme até ao fim, enquanto os rapazes desapareciam pouco depois de Rose deixar a marca de sua mão no vidro de um carro da época.

 

Não há história de amor sem um bom drama. Neste, o herói morre deixando-se levar para as profundezas. Agora, sentimos que James Cameron poderia ter salvo Jack, pois a tábua que sustentava Rose seria grande o suficiente para acomodar os dois. 

 

Sim! Mas não seria tão épico.

27.03.18

Ideia à Toa, o Início

Matias

Não faço ideia! Queria ser tantas coisas que na verdade embrulho-me nelas todas e acabo por sentir que não sou bom em nenhuma delas. Já se sentiram assim?

 

À pouco tempo atrás disseram-me;

- "Porque não escreves um blog?"

A minha reação foi do género;

- "O-o-o-ok!" 

 

Imaginem este "O-o-o-ok" como um arrastado "Ok, tipo não... ora essa... não seria capaz".

 

Uns dias mais tarde, lá seguia eu, em mais uma quinzenal viagem de fim-de-semana acompanhado apenas pela minha playlist, quando no meu carro começa a soar a prematuramente falecida Dolores O'Riordan (ex-Vocalista dos The Cranberries). Fez-se alguma luz - até porque o tempo estava cinzento - no mínimo deu-se um click.

Foi então que disse à minha amiga que já sabia sobre o que iria ser o meu blog.

 

Hoje começo e, derivado à minha negatividade, penso já se continuarei... mas isso logo se vê.

Espero que gostem, que se identifiquem, que por vezes vos chegue a nostalgia e que lá no fundo bata a saudade. Espero que digam "Eich" e murmurem "Eiii... já nem me lembrava disto".

 

Divirtam-se!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D