Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anos 90etal

Ideias, visões, pensamentos, vivências de alguém nascido nos 90's

Anos 90etal

Ideias, visões, pensamentos, vivências de alguém nascido nos 90's

20.01.21

Fazer de Conta

Matias

Vamos fazer de conta que não me importo

Vamos fazer de conta que a vida é justa

Não julgues as minhas opções

Grita, oh é absurdo

Os olhos esfumados

Mas continuam a ver

Esquece-te do que sabes

Continua procurando por mim

Estou mais perto do que pensas

Vamos fazer de conta que está tudo bem

Fica por perto mais um dia

Vamos fazer de conta que não nos conhecemos e que nos acabamos de encontrar

Vamos fazer de conta que somos capazes de sorrir como nunca antes

Vamos fazer de conta que cada dia é um novo dia

Vamos fazer de conta que não há tristeza

E assim apaixonarmo-nos amanhã.

06.12.20

A Vida é Um Sopro

Matias

Olá. Sim, sou eu de novo!

Voltei ao Blog. Como em muitas coisas na vida, por vezes canso-me ou deixo de sentir que certa coisa vale a pena e então, simplesmente paro. Não raras as vezes em que retorno, como se de uma segunda oportunidade a mim mesmo se tratasse.

Há merdas na vida que fazem um gajo pensar se tudo isto vale a pena. Mais do que o seu significado, qual o seu propósito. Fala-se que daqui, vamos para o Paraíso ou para o Purgatório. Começo a acreditar que é para o Paraíso, pois no Purgatório já nós estamos.

É do apanágio Humano, nunca estarmos bem com que temos e queremos sempre mais e melhor, mesmo sabendo que hã sempre alguém que estará em situação pior. Ainda assim, por outro lado, também há sempre quem esteja melhor... mas com o mal dos outros podemos nós bem, o nosso cotovelo é que não aguenta com quem está um nível acima.

Considero-me um jovem (estou a chegar aos 30), mas há acontecimentos que nos puxam da pequena nuvem em que estamos tão egoistamente a flutuar e nos vem estatelar com a cara no chão. Pensamos sempre que acontece aos outros, só que nós também somos os outros de outras pessoas. É uma linha ténue!

Enquanto por cá estivermos... amem-se, cuidem-se, protejam-se, tratem-se bem. Nunca sabemos quando será que vamos ver alguém pela última vez! A vida é um sopro que vem sem avisar.

31.03.20

Sobre o Amor

Matias

Uns chamam-lhe amor, outro chamam-lhe insanidade... a questão é que ambos estão corretos. Não ha paixão sem loucura nem desatino que não traga amor. Por ele vivemos, por ele morremos. Por ele fazemos o que sempre pensamos, mas também o que nunca imaginamos. Por ele lutamos, por ele fazemos a paz. 

O amor tem tanto de bom como de cruel, toda a gente o procura, mas ninguem quer ser como ele. Provoca, sufoca, acarinha, abraça... hoje tens o coração a mil, amanha são as lágrimas que te escorrem como as àguas em Abril. É tudo de bom e é tudo de mau. 

Procurem o amor... vivam por ele, mas não para ele... e se o encontrarem, não digam a ninguem. Pior é o rico que tem tudo, do que o pobre que pouco tem!

21.11.19

Irracional Afinal

Matias

20191120_113149.jpg

À esquerda está a Bianca que é uma gata e à direita está o Bob que é um cão... deitados lado a lado como quem relaxa na praia durante um quente dia de Verão! São dois animais teoricamente incompativeis, mas estão em paz. São bons amigos a pesar das diferenças. Só que isso não lhes importa. Não olham à raça, não olham à cor, não seguem estereótipos. Não têm religião, não têm clube, não têm partido político. São apenas felizes um com o outro e à sua maneira. Vivem em harmonia!

Então, se dois animais irracionais o fazem... porque é que nós seres Humanos - ditos racionais - não o conseguimos fazer?! Porque não somos capazes de parar de julgar terceiros e de os classificar conforme a sua cor, étnia, religião, etc...?! Porquê as guerras e toda a violência?! Tanta amargura e desrespeito...

Quem é o irracional afinal?!

25.10.19

Entretanto... Viana!

Matias

20191023_171709.jpg

A cidade que amas... A cidade onde realmente sentes que a ela pertences! 

Cidade do mar, da montanha e do ar... do ar que se respira e me faz viver. 

Cidade que me acolheu e que agora acolho em mim. Felizmente no meu País! 

Cada traço de arquitetura, cada pedra dos caminhos, cada pedaço de vento que nela corre... 

Tu és de onde te sentires bem! Sendo assim, sou daqui. Entretanto... Viana!

24.10.19

Assim Está Bem

Matias

Alguma esperança!

Ontem, tudo no mesmo sítio e num espaço de duas horas.

Eram seis árabes e mais tarde dez... era uma senhora sul americana e mais uns cinco portugueses. 

Entrou uma senhora com carrinho de bébe, que entretanto teve de sair e voltaria mais tarde... nisto a senhora sul americana foi abrir a porta à senhora para passar com o carrinho. Como não conseguia, foi lá um dos árabes ajudar e abriu. 

Já mais tarde, a senhora com o bébe voltara... foi de pronto atendida, passando à nossa frente. Ninguém reclamou o facto nem rangeu os dentes. Estava no seu direito! Durante a consulta da senhora, o bébe não parava de chorar. Vaio então o médico à sala de espera perguntar se alguém segurava na criança. Foi então a senhora sul americana a correr, pois já tinha sido mãe de duas! Juntou-se a uma das senhoras portuguesas, pois eram conhecidas do trabalho... cheirou mal... vinha do rabiosque da bébe... as duas correram para lhe mudar a fralda!

Pouco depois, chegou uma senhora acompanhada do seu filho (já muito adulto e com problemas mentais). Ele sentou-se ao meu lado... a mãe tratava-o com muito carinho e estava a falar com a senhora da recepção. Eu pensei, quando acabarem de falar ofereço-lhe o meu lugar para se sentar ao pé do filho... mas já fui tarde! Uma outra senhora, não esperou pelo fim da conversa e antecipou-se a mim.

Todos ajudaram, de certa forma, a que o dia de alguém, mesmo que sem se conhecerem, corresse melhor.  Não nos deixemos enganar/influenciar pelo aspeto dos outros. Muitas vezes as boas ações vem de quem menos esperamos. Assim está bem!

22.08.19

Os Homens Mais Ricos do Cemitério

Matias

Andamos todos a dormir!

Em maio, fui até Málaga e segui até à praia na expectativa que a água tivesse uma temperatura agradável... de facto, estava bastante agradável, mas para pôr cerveja a refrescar!

Em julho, alguns dos meus amigos mais chegados, foram uma semana para o Algarve... apenas se queixaram que a água do mar estava fria!

Hoje, fui ter com a minha irmã (que estava num cabeleireiro) e uma das clientes que lá estava, começou à toa a falar das suas férias em Cabo Verde. Para meu espanto, a queixa dela foi também em relação à agua estar fria.

Em 1992 (pouco depois do meu nascimento), Michael Jackson lançava o single "Heal the World" (https://www.youtube.com/watch?v=BWf-eARnf6U)... Já lá vão quase 30 anos! Em 1995, o mesmo artista lançava o single "Earth Song" (https://www.youtube.com/watch?v=XAi3VTSdTxU) e já lá vão quase 25 anos! Todos bateram palmas, mas ninguém ouviu verdadeiramente estas músicas.

A Amazónia parece arder sem fim à vista, o verão chega fora de tempo, os invernos são cada vez mais rigorosos, aparecem peixes mortos, os polos derretem...

Qual é a relação entre isto tudo? (perguntam vocês)

Guerras, fome, exploração e utilização intensiva dos combustíveis fosseis, excesso de produção, entre outras coisas, dão dinheiro... cuidar do Planeta, não! Nós somos tão maus a tratar da nossa "casa", que nem os Aliens para cá querem vir! Nunca iremos ser invadidos por eles, não há que se preocuparem com isso. É mais fácil tentarmos povoar Marte, do que tentarmos limpar a nossa Terra. E porquê? Porque vai dar dinheiro.

Destruam tudo, fiquem com o dinheiro que é doado para a caridade, queimem as florestas, escavem bem todos os poços de petróleo, vendam as armas todas, experimentem bem todas as ogivas nucleares, alimentem bem essas guerras em nome de algum Deus, continuem a deixar morrer pessoas à fome, continuem a produzir alimentos com fartura para serem vendidos em cidades onde não são precisos e depois serem depositados no lixo como excesso apenas porque gera dinheiro... guardem bem todo esse dinheiro que fazem à custa da destruição, pois um dia quando morrerem, serão os homens mais ricos do cemitério!

 

27.05.18

Rasgos de Um Dia

Matias

E já passou!

 

Acordamos e sem parecer que dormimos, já é quase meio dia. É incrivel. O que fizemos ontem parece que nunca mais era dia de o fazer e, de repente já passou. 

 

Almoçamos, subimos a rua, bebemos um café. Sem dar por nada já são quase Cinco da tarde. Hoje tiveste que ir mais cedo. 

 

Sem dar por nada já vieste e, também já foste. O tempo não espera, nem perdoa a quem o desperdiçou ao não amar.

 

Agora já foste. Sim! Vou esperar apertadinho até que o tempo me permita voltar a abraçar-te daqui a uma semana.

 

LY

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub