Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anos 90etal

Ideias, visões, pensamentos, vivências de alguém nascido nos 90's

Anos 90etal

Ideias, visões, pensamentos, vivências de alguém nascido nos 90's

31.03.20

Sobre o Amor

Matias

Uns chamam-lhe amor, outro chamam-lhe insanidade... a questão é que ambos estão corretos. Não ha paixão sem loucura nem desatino que não traga amor. Por ele vivemos, por ele morremos. Por ele fazemos o que sempre pensamos, mas também o que nunca imaginamos. Por ele lutamos, por ele fazemos a paz. 

O amor tem tanto de bom como de cruel, toda a gente o procura, mas ninguem quer ser como ele. Provoca, sufoca, acarinha, abraça... hoje tens o coração a mil, amanha são as lágrimas que te escorrem como as àguas em Abril. É tudo de bom e é tudo de mau. 

Procurem o amor... vivam por ele, mas não para ele... e se o encontrarem, não digam a ninguem. Pior é o rico que tem tudo, do que o pobre que pouco tem!

14.03.20

Viva o Capitalismo

Matias

É uma vergonha...

Sendo direto, porque estou chateado e com pouca criatividade, apenas quero expor a situação que vivem os trabalhadores dos shoppings e supermercados e também restaurantes. Cá por Portugal decretaram o fecho de quase tudo para combater a proliferação do COVID-19, menos os das superfícies que mencionei anteriormente.

Mais uma vez, cheira-me a dinheiro. Fecham escolas, "fecham" o futebol, fecham os casinos, fecham parques e serviços, fecham o acesso às praias, pedem que a população evite ajuntamentos. Mas... e os shoppings e supermercados? Já não existe perigo? Basta decretar a entrada controlada de clientes? Então e os que lá trabalham e que vão estar em contacto com todos esses que lá entrarem, já não há perigo de disseminação do vírus? Fecham os mercados que são a céu aberto para evitar o contacto entre pessoas, mas nos shoppings já não há problema?

O que é preciso para fechar tudo? É preciso que hajam casos ocorridos nestes locais ou que alguém que lá trabalhe morra? 

Os senhores diretores e administradores estão à espera do quê? Que seja o governo a decretar o fecho, para que possa lavar as mãos do não-lucro? Então o governo que decrete, pois assusta e muito ter de ser sujeito a ir trabalhar para um "ninho de proliferação". Já está mais que visto que o dinheiro fala a cima de tudo. Ri-me tanto com os novos horários dos shoppings. Quer dizer que o vírus só vai atacar depois das 20h... até lá estamos todos em segurança! É isso? Fechem a porra dos shoppings... por favor!

Já e demais... ganhem consciência e ponham o dinheiro de parte! Mais uma vez e a continuar assim, parabéns... pois vão ser os homens mais ricos do cemitério.

Viva o Capitalismo.

05.03.20

O que é não é

Matias

Afinal é o que não é...

É muito mau estares em casa e sofreres porque amanhã é dia de ires trabalhar. Sabes que vais chegar lá e que vai ser duro. Há sempre coisas que não gostamos, é certo. Mas chegares ao ponto de a ansiedade ser tal que te pára o pensamento e as ações.

Não é o facto do trabalho em si ser duro... é mais a antecipação que fazes por saberes que por mais que te esforces e faças tudo bem, que isso nunca é suficiente e que estás sempre sozinho em cada passo que tu dás.

Todos os locais têm altos e baixos e que o normal é estares bem e de vez em quando afundas, mas aí tu sabes que é passageiro e aguentas o barco... porque sabes que mais cedo ou mais tarde tudo voltará ao normal!

O pior é quando o normal é estar mal! Quando tens de acordar todos os dias para lutares para manter algo que está mal. Sabes que às vezes vai estar em alta, mas que na verdade irá sempre voltar ao normal... que é estar no fundo! Que motivação para fazer frente a isso? Quando o que é não é afinal! 

É duro... psicológicamente duro! Remas contra a maré até que o barco avance, mas sempre sabendo que irá voltar para tras.

Porque quando o que é não é, por mais força de vontade que tenhas, nunca o poderá ser!

26.12.19

Vou Ser Polémico

Matias

Acabei de ver uma notícia sobre o novo filme do pessoal da Porta dos Fundos, uma sátira à vida de Jesus até ao dia em que fez trinta e três anos. Pelos vistos, muita gente não gostou. Qual é o mal do filme, fez doer a ferida? Pelo menos consideraram que ele existiu.

Agora, atacarem a sede da Produtora do filme com engenhos explosivos? Belos Cristãos... aposto que no fim, rezaram sete "Pais Nossos" e três "Avé Marias" e o pecado passou né?! 

Ontem assisti a uma missa... sim, assisti porque não faço parte dela. Apenas oiço e reflito sobre o que se diz, não participo ativamente na cerimónia. Não sei os "dizeres" nem os gestos que os acompanham. Apenas oiço e, às vezes sorrio para mim mesmo! Não e por mal, mas tanta coisa que não faz sentido.

Quando o ser Humano não sabe ou não compreende, atira as questões para algo que pertença ao divino. Não tenho nada contra os crentes, por outro lado, eles já tem algo contra mim por ser não crente. Belos Cristãos! Afinal onde está a tolerância? Fica só para o dia de Natal né?! 

Então o "Cordeiro de Deus que tira o pecado do Mundo"... já alguém reparou que ao fim de mais de dois mil anos isso ainda não resultou? Então já que "Jesus é a luz que nos acompanha e que nos guia" porque vai tanta gente por caminhos errados? Então se "Jesus nascido do seio da Virgem Maria é o Salvador", porque morrem crianças indefesas?! 

Se o Homem é tão inteligente e racional, como se deixa levar assim? O que mudou nestes mais de dois mil anos de História com a "encarnação de Deus no corpo de um menino"? Penso que à dois mil e vinte e um anos atrás, ainda existia vida em Chernobyl... ainda não tínhamos buraco no Ozono... ainda não morríamos porque quase tudo que existe neste Planeta agora, nos provoca cancro... ainda não haviam problemas ambientais provocados pela poluição! Mas calma que o Salvador anda por aí... "omnipotente, Ele está no meio de nós"!

Não há respostas, mas é mais fácil pôr as "culpas" em algo maior e deixar que seja Ele a escrever os nossos destinos né?!

Seja então "o que Deus quiser".

20.12.19

O Pai Natal Não Existe e Outros Tais

Matias

Não sei quem és, nem irei saber!

Como os outros tais, és uma figura mítica. Não existes, mas hoje falo contigo. Guardas em ti todos os sonhos de criança e com eles, todas as suas desilusões. As bolachinhas que não comeste, o leitinho que não bebeste e as prendas que nunca trouxeste. Não te guardo rancor, afinal não tens culpa.. Criaram-te sem que quisesses! 

Quando era puto, virava-me para a estatueta da Nossa Senhora de Fátima que a minha mãe tem no seu quarto e ralhava com ela. Perguntava porque é que se ela realmente existe - incluindo todas aquelas personagens bíblicas - porque é que permitia que acontecessem coisas que não deviam, qual era o seu propósito! Hoje não sou crente, apenas tenho os meus anjos-da-guarda (sejam eles o que forem)... mas não são Deus, nem Jesus, nem Budda, nem qualquer outra figura religiosa. Que Deus? Se realmente existes, então a pior coisa que fizeste foi a criação do Homem... porque se a Terra fosse uma Empresa, já te tinham despedido pois "fabricaste" muita merda.

Não estou chateado, nem guardo rancor... estou só f*dido! Roubaram o carro a um casal amigo meu, pessoas 5 estrelas que não mereciam e vocês, onde estão? Soube a duas semanas do Natal que o meu pai tem cancro e vocês, onde estão? Isto a nível pessoal... mas globalmente... vocês que se existem permitem tudo... permitem que crianças morram aos 2 anos de vida com doenças terminais, que árvores caiam em cima de casas, que o Homem ame de armas na mão? F*da-se, não!

Miúdos, desculpem, mas o Pai Natal não existe e os outros tais.

09.12.19

Geração F*dida

Matias

Cada vez acho mais!

Nasci nos anos 90 e posso dizer que a evolução tecnológica nessa década e na seguinte foi avassaladora. Em menos de nada, passamos de ver os nossos pais com telemóveis do tamanho de tijolos para Smartphones que fazem tudo e mais alguma coisa. De certeza que há por aí pessoal que se vai admirar quando souber que os telefones já tiveram teclas e que a memória só suportava 15 números telefónicos... para não falar que partilhávamos músicas e fotos com uma bruxaria chamada "infravermelhos"! Passamos de ter televisões gigantes e pesadonas, para termos Smart TVs leves e finas. A Internet quando chegou a nossas casas, tinha de ser ligada ao PC com um cabo de rede conectado à linha telefónica.. depois de uma chinfrineira colossal, lá nos ligávamos à IOL ou à Net.Sapo... os 10 euros que tinhas carregado no dia anterior, voavam em menos de 10 pesquisas! Diz a lenda, que os computadores nessa época tinham uma ranhura onde se colocava um dispositivo chamado disquete que servia para guardar informação... acho que um dia consegui guardar umas 8 imagens numa coisa dessas!

Hoje em dia é tudo Smart... exceto as pessoas! Hoje em dia, o valor está nas coisas, no que tens e no que pareces e não no que realmente és.

Pessoal nascido nos anos 90, Millennials, geração à rasca, geração rasca... chamem-nos o que quiserem, porque na verdade somos é uma geração f*dida! 

Somos do período da História em que já se inventou tudo ou quase tudo. Somos do período da História em que o dinheiro está acima de todos os interesses. Somos do período da História em que já não há volta a dar! Nós e todos os que a partir daqui nascerem, iremos sofrer com anos e anos de vandalismo ao nosso Planeta. Estamos Historicamente f*didos para o futuro. Estamos mentalmente f*didos. 

Somos toda uma geração sem jeito. Tudo nos perturba, tudo nos faz impressão... queremos estar do lado certo, mas nós não estamos certos do que é esse lado! Talvez estejam todos enganadamente certos.

Que revoluções fazemos nós? Apelamos contra a violência queimando viaturas e atirando pedras às forças de segurança? Queixamos-nos de quê? Das coisas que acontecem por encolhermos os ombros e apenas discutimos no Facebook? O meio ambiente o quê? A Greta quem? As religiões e as guerras como?

Assobiamos para o lado, mas depois sabemos cuspir para o ar e admiramos-nos quando a mesma nos cai em cima.

Não há espírito... não há respeito, não há consideração pelo outro... não vejo Humanidade para o futuro. Já não devemos ser humanos... não sei o que somos!

Peço desculpa pela expressão e nela estou incluído, mas somos uma geração f*dida.

21.11.19

Irracional Afinal

Matias

20191120_113149.jpg

À esquerda está a Bianca que é uma gata e à direita está o Bob que é um cão... deitados lado a lado como quem relaxa na praia durante um quente dia de Verão! São dois animais teoricamente incompativeis, mas estão em paz. São bons amigos a pesar das diferenças. Só que isso não lhes importa. Não olham à raça, não olham à cor, não seguem estereótipos. Não têm religião, não têm clube, não têm partido político. São apenas felizes um com o outro e à sua maneira. Vivem em harmonia!

Então, se dois animais irracionais o fazem... porque é que nós seres Humanos - ditos racionais - não o conseguimos fazer?! Porque não somos capazes de parar de julgar terceiros e de os classificar conforme a sua cor, étnia, religião, etc...?! Porquê as guerras e toda a violência?! Tanta amargura e desrespeito...

Quem é o irracional afinal?!

20.10.19

Lado Errado da Coisa

Matias

Que tempos estes!

Passa um pouco das 3h da manhã, amanhã vou trabalhar, pus-me a ler uns quantos blogs e a cabeça não pára.

Sempre que vejo disto no telejornal, abano com a cabeça. Nos tempos que correm, existem manifestações para tudo e contra tudo! Mas o que vejo, na sua maioria, são pessoas que se aproveitam das "lutas" dos outros para praticarem o mal. 

Coletes Amarelos... manifestação para quê? Lá tiveram os seus motivos, mas... partir montras de lojas? Incendiar carros? Destruir caixotes do lixo? Pilhagens? Afinal que meio de manifestação é este?! 

Agora é em Barcelona! Independencia? Queimando viaturas nas ruas? Ferindo pessoas? Qual é a ideia? Provavelmente eu é que não percebo nada disto e quando os meus pais me obrigaram a comer a sopa toda pela priemeira vez, eu deveria ter-me manifestado e chegado fogo ao berço como protesto. Tipo, não!!

Manifesto-me contra este tipo de manifesto... contra este tipo de pessoas! Já chega não? Está tudo errado...

Hoje numa loja Lidl, em seis caixas haviam quatro abertas, as filas tinham à vontade mais de umas vinte pessoas em cada caixa... claro que um sujeito decidiu começar aos berros com uma das operadoras!! Pessoas sem noção... paciencia e respeito... nivel zero!! Realmente, o que a menina da caixa mais queria, era estar num sábado ao fim da tarde a empanzinar as filas de pagamento! Óbvio que não... mas tinha de haver um tipo a protestar. 

- "Mas oh Matias, nós temos liberdade de expressão e podemo-nos manifestar." (pensam vocês)

É verdade! Mas também temos um cerebro que andou a evoluir milhões de anos para nos ajudar a ser melhores pessoas. Às vezes penso se não teria sido melhor terem estado quietos com essa cena da evolução e continuarmos apenas a comer ranho do nariz enquanto coçavamos o traseiro! 

Evoluimos... estragamos o Planeta... contruimos coisas... ainda não contentes com isso... destruimos tudo e apontamos sempre o dedo aos outros. Estamos do lado errado da coisa!

08.10.19

Quem Nunca

Matias

20191008_103409.jpg

Só pergunto porquê!

Porquê? Qual é a dificuldade de o pôr no lugar devido? Demora tanto a estacionar mal, como a estacionar bem.

Qual é a necessidade? 

Eu assumo isto como um grande "vão-se foder"... e para quê? Faz-me impressão.

Da próxima fotografo também os carros da RTP que estavam estacionados em cima do passeio... depois passam reportagens na TV sobre pessoas que não conseguem andar com os carrinhos de bebé ou nas cadeiras de rodas! Nhek

Mas este tipo de estacionamento é todos os dias e por todo o lado. Tenham respeito... tenham vergonha! São coisas simples, que não custam nada e podem fazer diferença no dia-a-dia das pessoas.

Estou sozinho neste sentimento? Quem nunca...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D