Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Anos 90etal

Ideias, visões, pensamentos, vivências de alguém nascido nos 90's

Anos 90etal

Ideias, visões, pensamentos, vivências de alguém nascido nos 90's

30.10.19

Uma Melhor Sociedade

Matias

Pois aqui vai!

Prometi à Mariana que escreveria um post sobre os meus pensamentos após ter visto o filme Gimini. Isto após conversa num post feito por ela sobre o filme Joker.

E sim! Hoje fui ver o Joker... Sim... Só fui hoje! Não fui a correr ver o filme, tipo as ovelhas que seguem o rebanho. Não gosto disso. Parece que as pessoas perdem identidade quando vão atrás umas das outras ou atrás de algo. Sai uma camisola da moda e parece que só existe aquela, todos andam vestido com uma igual!

Primeiro o Gimini. Enquanto estavam 150 pessoas na sala para ver o Joker, eu pude ir ver o Gimini sossegadinho da vida. Meia dúzia de gatos pingados! Este filme, para quem gosta de ação é um bom filme. Para não falar do ator Will Smith, que não falha e se porta sempre bem. É um filme que aborda um tema que poderá estar na calha num futuro muito próximo - manipulação genética e evolução humana. Contudo guardei uma quote que me ficou na cabeça... foi nas partes em que bebiam e brindavam dizendo:

- "Brindamos à Guerra... que é nenhuma Guerra".

Esta expressão fez-me pensar em como é bom vivermos sem guerras. Temos liberdade! Sai da sala de cinema em direção aos corredores do shopping olhando à minha volta e a pensar que num país em guerra nada daquilo existiria. Não poderíamos caminhar em paz! Alguma vez pararam para pôr algo do género em primeiro plano? A vossa liberdade?! Tudo aquilo que podemos fazer e dizer e que não dá-mos valor. Hoje em dia, estamos cada vez mais inconformados com tudo, porque já nada nos agrada... quanto mais temos, mais queremos... mais e melhor, quando aquilo que temos, já é tão bom! Liberdade... vida sem Guerra.

Quanto ao Joker e ao seu fenómeno...

Bem! Não percebo. O filme realmente é penetrante e a representação feita por Joaquin Phoenix é de alto nível. A história é a origem de um dos mais famosos vilões da Banda Desenhada. A questão é que as pessoas são levadas a por-se no lugar da personagem principal e a viver quase em uníssono toda aquela loucura existente. Somos até levados a ter pena dele! No final, o Joker é aclamado pelos seus "palhaços seguidores"... Sinceramente? Não vejo grande diferença entre ele e por exemplo Hitler. São tão ou mais loucos os que os seguem do que eles mesmos com as suas convicções! Seguiram alguém pela sua loucura, lutando por uma causa errada. Estranhamente, ambos tiveram seguidores. O Joker mata por se sentir excluído da sociedade... enlouquece... perde o rumo! Não são motivos que justifiquem... mas é algo que pode acontecer a qualquer um de nós e isso é que nos faz ter respeito pelo filme. 

Mas vá lá... tentemos ser mais educados, mais amigos do próximo, mais respeitadores sim? Já será um pequeno passo para uma melhor sociedade.

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub